10 de dezembro de 2017

Fermentador caseiro com airlock

Se a intenção é fazer fermentação alcoólica, uma maneira de manter a condição anaeróbia é usando um fermentação que permite a saída do gás carbônico para não explodir  e nem aumentar a pressão interna, sem deixar que entre ar. Nessas horas essa adaptação por ajudar. O mesmo poderia ser feito com uma bexiga. A vantagem desse airlock (ou sifão) é que permite ver o gás saindo na forma de bolhas e a intensidade que está saindo  vai depender da intensidade da fermentação.

8 de dezembro de 2017

Menos álcool no kefir de água

Título original: "HOW TO LOWER THE AMOUNT OF ALCOHOL IN YOUR WATER KEFIR OR GINGER BEER"

Esta questão surge muitas vezes, especialmente de pais e mulheres grávidas preocupadas. É uma das perguntas mais difíceis de responder devido ao complexo equilíbrio entre bactérias e leveduras. Normalmente, há apenas uma pequena quantidade de álcool na bebida fermentada. No entanto, ele pode variar e, às vezes, ele aumenta em determinadas circunstâncias (geralmente com armazenamento a longo prazo ou 2 fermentações). De qualquer forma, aqui estão alguns passos básicos para ajudar a manter a quantidade de álcool baixa, começando com o mais importante:

1. Use menos açúcar

Simplificadamente, o açúcar é convertido pelos micro-organismos em álcool e CO2. Sem açúcar, não há álcool. Menos açúcar naturalmente significa menos potencial de álcool. Se você está fazendo uma segunda fermentação, tenha cuidado para não muito colocar açúcar ou suco fresco, pois eles aumentarão significativamente o álcool.

Recomendamos cerca de 1 colher de sopa de açúcar para 1 colher de sopa de grãos ou 1,5 colheres de sopa de açúcar por 1 colher de sopa de grãos podem fazer um kefir mais ativo e mais saboroso, mas se o álcool é uma preocupação, fique com a proporção 1: 1 ou menos. Apenas tenha em mente que os grãos precisam de açúcar para sobreviver e cresce. No entanto, conseguem sobreviver a algumas preparações com pouco açúcar. Então, se você está mais preocupado com o álcool ou a quantidade de açúcar, você pode tentar preparar algumas vezes com baixo teor de açúcar, mas não se esqueça de fazer algumas vezes com a quantidade maior de açúcar também, para ajudar a nutrir os grãos a longo prazo.

2. Fermente pouco

Ao fermentar, os grãos manterão o álcool sob controle o tempo todo. À medida que o álcool está sendo feito, ele será usado e convertido pelas bactérias acéticas em ácido acético. Uma vez que você tira os grãos, as leveduras tem maior potencial para se desenvolver e aumentar o nível de álcool. Portanto, a nossa recomendação é beber o mais fresco possível com um armazenamento mínimo de refrigerador. O armazenamento a longo prazo, mesmo o armazenamento frio pode aumentar lentamente o álcool ao longo do tempo.

3. Use uma tampa aberta

Isso é menos significativo, mas pode ter um impacto menor. Quando leveduras fermentam anaerobicamente com uma tampa fechada ou um sifão de ar, tende a tornar um pouco mais difícil para algumas bactérias converter esse excesso de álcool em ácidos. Normalmente não é um preocupação pois fermentamos com tampas que permitem a saída e entrada de ar.

4. Prefira o calor ao invés do frio

Quando é quente, a levedura respira mais, o que gera mais CO2 (bolhas) e menos álcool. Na superfície, isso parece ótimo. No entanto, com menos álcool disponível, algumas bactérias podem ser afetadas, o que então pode criar um ambiente que favorece o fermento. O excesso de fermento também pode levar ao excesso de álcool.

Quando estiver frio, a fermento irá respirar menos e criar mais álcool. Agora isso parece ruim, mas o equilíbrio para isso é que ele criará um ambiente que favoreça as bactérias em vez da fermento.

É melhor manter a temperatura moderada e as bactérias e o fermento em equilíbrio, de modo que o nível de álcool permaneça estável.

5. Tome cuidado com excesso de minerais, suplementos e frutos secos

O fermento prospera em minerais e pode mudar o equilíbrio para um ambiente mais simples que, por sua vez, cria mais álcool. Usando açúcar 100% escuro e rico em minerais, excesso de minerais ou frutos secos com muito açúcar pode criar um propício para a produção de álcool.

No entanto, tenha em mente se não há minerais suficientes, então o fermento irá respirar menos e converter mais álcool em vez de CO2. Tente encontrar um bom equilíbrio entre os dois. Recomendamos em nosso guia de usar cerca de 50% de açúcar de cana e 50% de um açúcar escuro rico em minerais para ajudar a equilibrar os grãos e não deixar ocorrer condições desfavoráveis de fermento que irão adicionar mais álcool.

Resumo

O Kefir tem um equilíbrio complexo e é muito difícil prever com precisão o resultado do álcool, embora geralmente seja sempre bastante baixo. E, infelizmente, não existe uma maneira fácil de testar o álcool antes de beber além de simplesmente confiar em seu senso de gosto. As 2 melhores maneiras de diminuir a quantidade de álcool são começando com menos açúcar e bebendo o mais fresco possível. Usando uma tampa aberta, manter a temperatura estável e a carga mineral equilibrada ajudará a manter o nível de álcool consistentemente baixo. Em última análise, essas culturas podem ser facilmente aproveitadas por todos os membros da família com apenas um pouco de cuidado e compreensão.


Fonte:
https://www.yemoos.com/blogs/yemoos-blog/how-to-lower-the-amount-of-alcohol-in-your-water-kefir-or-ginger-beer

3 de dezembro de 2017

Artigo científico Kefir de água

Título original: "Microbial Species Diversity, Community Dynamics, and Metabolite Kinetics of Water Kefir Fermentation"

Autores: David Laureys e Luc de Vuyst (Bruxelas, Bélgica).

Resumo traduzido:

Kefir de água é uma bebida fermentada azeda, alcoólica e frutada pela qual a fermentação é iniciada com grãos de kefir de água. Estes grãos de kefir de água consistem de polissacarídeo e contêm os micro-organismos responsáveis pela fermentação do kefir de água. Neste trabalho, o processo de fermentação do kefir de água foi acompanhado em função do tempo durante 192 horas para desvendar a dinâmica da comunidade, a diversidade de espécies a  cinética do consumo de substrato e produção de metabólitos.  A maioria dos micro-organismos do ecossistema do kefir foram encontrados nos próprios grãos. Os micro-organismos mais importantes encontrados foram: Lactobacillus casei/paracasei, Lactobacillus harbinensis, Lactobacillus hilgardii, Bifidobacterium psychraerophilum/crudilactis, Saccharomyces cerevisiae, e Dekkera bruxellensis. A diversidade de espécies microbianas no líquido do kefir de água e nos grãos estavam similares e permaneceram estáveis durante todo o processo de fermentação. O principal substrato, sucrose (sacarose), foi completamente convertido após 24 horas de fermentação, o que coincide com a produção de maior parte do polissacarídeo do grão de kefir. Os principais metabólitos da fermentação foram etanol e ácido lático. Glicerol, ácido acético e manitol foram produzidos em baixas concentrações. A maior parte destes metabólitos foram produzidos durante as primeiras 72 horas de fermentação, durante a qual o pH diminui de 4,26 para 3,5. Os compostos voláteis do aroma em maiores concentrações fora acetato de etila, acetato isoamílico, hexanoato de etila, octanoato de etila, e decanoato de etila, o que pode ser importante a respeito do aroma do produto final.


Referência:
LAUREYS, D.; VUYST, L. D. Microbial species diversity, community dynamics, and metabolite kinetics of water kefir fermentation. Applied and environmental microbiology, Am Soc Microbiol, v. 80, n. 8, p. 2564–2572, 2014.

29 de novembro de 2017

Keys

Uma chave é um caminho
A certeza de encontrar
De não estar sozinho
Uma chave pode significar a esperança de que vai entrar
Ou a ideia de que vai, ao menos, tentar
Uma chave é só a intenção de uma possessão.


28 de novembro de 2017

27 de novembro de 2017

24 de novembro de 2017

Activia caseiro

Testando fazer Activia caseiro, a técnica é basicamente a mesma do iogurte caseiro.

19 de novembro de 2017

Como saber se o kefir está fermentando

Existe várias maneiras de saber se uma fermentação está ocorrendo ou não. Dá pra usar desde de técnicas laboratórias sofisticadas até o nosso próprio nariz ou boca. No vídeo abaixo falo de maneira bem sucinta como saber se o kefir está fermentando ou não.

Via de regra, opte pelo mais simples! Assim não tem erro. Só de observar o antes e depois já dá pra saber. Sentir o gosto e o cheiro é possível afirmar com certeza se tá fermentando ou não.

17 de novembro de 2017

Meu filtro de barro

Mesmo não sendo considerada um alimento, a água é a substância mais importante para o corpo humano. Não só para o corpo humano, mas para a vida como um todo. E para garantir nossa saúde é de total importância tomar uma água de qualidade e na quantidade adequada.

Há inúmeras formas de se tomar uma boa água, pode-se comprar água mineral do alpes suíços ou tomar da torneira em alguns casos. O método mais comum de garantir a qualidade dá água depois de tratada é por meio de filtros. E existe diversos tipos: que refrigeram, com ozônio, com lâmpada UV, com nanopartícula de prata e por aí vai. O incrível é que o filtro de barro foi eleito como o melhor tratamento do mundo. Embora não tenha nada de sofisticado, garante uma boa eficiência e num custo muito baixo, além de conferir um leve sabor a água. Abaixo está um vídeo onde apresento o meu filtro de barro, que estou voltando a usar.

28 de outubro de 2017

Ketchup caseiro de kefir

Lendo algumas receitas de ketchup caseiro na internet, resolvi desenvolver uma receita de ketchup feita com kefir de água. Penso que há duas maneiras de fazer o ketchup usando kefir de água, a primeira seria fazer um vinagre com o kefir e depois usá-lo na receita, ou colocar o fermentado do kefir no lugar do vinagre e deixar tudo fermentando.

Resolvi começar pela mais difícil, que é tentar fazer um ketchup fermentado. Em busca de um ketchup com sabor único fiz o teste conforme mostra o vídeo. Agora é esperar pra ver o resultado dessa "mastumati" ou ketchup mineiro.

25 de outubro de 2017

Refrigerante de natural de kefir e uva

Segue mais um preparo do refrigerante (soda) natural feita com kefir de água e suco de uva. Com 24 horas após a adição do suco já estava com gás, então só coloquei pra gelar e já tomei. O resultado foi com eu queria, o gosto ficou leve de kefir e de uva.

Esboço de flor

Esboço de flor feito no Krita usando o lápis de esboçar e minha tablet da genius.


22 de outubro de 2017

19 de outubro de 2017

Fermentações do kefir

Lendo um pouco sobre kefir, encontrei a figura abaixo que traz as principiais fermentações do kefir de água. Fica bem fácil perceber que a fermentação de ácido lático e etanol sempre ocorrem, mas a fermentação acética depende da alcoólica; de uma maneira bem resumida e simples dá pra entender relação simbiótica entre os micro-organismos.


E abaixo segue um vídeo tentando explicar essas fermentações de uma forma mais clara.

10 de outubro de 2017

Arte

A arte da vida consiste em fazer da vida uma obra de arte. (Mahatma Gandhi).
Edição feita com o GIMP.


8 de outubro de 2017

Kefir de água pequeno e baixo crescimento


Artigo utilizado como referência para as informações do vídeo:
LAUREYS, D.; VUYST, L. D. The water kefir grain inoculum determines the characteristics of
the resulting water kefir fermentation process.
Journal of applied microbiology, Wiley Online
Library, v. 122, n. 3, p. 719–732, 2017.
 

4 de outubro de 2017

Árvore

Às vezes é bom ficar olhando as árvores.


24 de setembro de 2017

Soda kefir de água e chá

Soda de kefir de água e chá de frutas silvestres. Pra quem gosta de chá gelado é uma boa nesse verão. Receita: 500 mL de do kefir de água e 500 mL de chá frio (usei 3 saches de frutas silvestres), engarrafei e ficaram 2 dias a temperatura ambiente para carbonatar. Ficou levemente gaseificado.


Nesse segundo lote coloquei apenas uma colher de açúcar, mas o resultado foi praticamente o mesmo.

13 de setembro de 2017

Suco de goiaba concentrado

Recentemente fui ao supermercado e andando pela parte onde os sucos vi que alguns estavam em promoção, logo resolvi pegar um para usar com kefir. Acabei escolhendo o de goiaba, pois é uma fruta com sabor e aroma muito característico, acredito que uma soda de kefir feita com goiaba ficar muito gostosa e bonita.

Preparei tudo como de costume e deixei fermentando para que forma-se o gás e a bebida ficasse carbonatada, entretanto passaram-se dois dias e nada, mesmo tendo adicionado duas colheres de açúcar para a refermentação na garrafa. Então resolvi ler o rótulo da garrafinha do suco e encontrei o motivo de não ter formado gás.

Os conservantes adicionados ao suco realmente funcionaram e impediram que ocorrem o desenvolvimento dos micro-organismos. Nesse caso, mais especificamente, o benzoato de sódio e o metabissulfito de sódio. Eles são amplamente utilizados na indústria para inibir o crescimento de micro-organismos nos alimentos, sejam micro-organismos patógenos ou não.

Portanto ao se comprar suco para usar em fermentações é importante ler o rótulo e ficar atento a presença de conservantes. Caso o contrário o resultado poderá ser frustante.


Gato da vizinhança

Gato do vizinho

5 de setembro de 2017

Culturas probióticas em produtos lácteos


Os lactobacilos e bifidobactérias têm sido os probióticos mais utilizados em alimentos com alegação de propriedades funcionais e/ou de saúde. Nesse contexto, a indústria de laticínios se posiciona como a que apresenta maior número de lançamentos de produtos funcionais, contendo culturas probióticas, em especial nos segmentos de iogurtes e leites fermentados. Porém, já é possível notar uma tendência de uso em queijos, os quais apresentam excelentes resultados com a utilização destes probióticos. Outros produtos como sobremesas lácteas e sorvetes também têm apresentado grandes possibilidades de sucesso. 

As espécies mais frequentemente utilizadas para a obtenção de produtos probióticos são de origem humana, como por exemplo: Bifidobacterium adolescentis, B. bifidum, B. breve, B. infantis, B. longum, Lactobacillus acidophilus, L. casei e L. rhamnosus. No Brasil, os produtos lácteos funcionais contendo probióticos vêm sendo produzidos com Lactobacillus acidophilus, Bifidobacterium e Lactobacillus casei.

As estirpes probióticas podem ser adicionadas como cultura única ou associadas com outras bactérias láticas. É importante destacar que, além desses microrganismos promoverem efeitos saudáveis e seguros, a seleção de culturas probióticas para incorporação em produtos lácteos deverá obedecer critérios tecnológicos, ou seja, não devem afetar o sabor, a textura e permanecerem ‘estáveis e viáveis’ (vivos) durante toda a vida útil do produto no mercado. A sobrevivência das bactérias probióticas no produto final é fundamental, devendo apresentar resultados de contagens superiores a 108 e 109 UFC/porção do alimento, para garantir os benefícios fisiológicos ao consumidor. De acordo com vários autores, isso significa que o consumo de 100g do alimento contendo 106 a 107 UFC/g de probióticos viáveis, irá garantir a dose mínima diária considerada terapêutica.

A temperatura de fermentação normalmente recomendada para a fabricação de produtos lácteos fermentados contendo probióticos é de 37-40°C, ideal para o crescimento da maioria das cepas probióticas. As Bifidobactérias exigem um baixo potencial de oxirredução (Eh) para iniciar crescimento, além de fatores de crescimento.

No geral, bactérias probióticas são exigentes em nutrientes. Apesar das dificuldades apontadas em algumas publicações, o emprego de culturas probióticas puras com a finalidade de se obter produtos lácteos fermentados é possível, dependendo da cepa, do nível de inoculação e da adição de determinados ingredientes, que irão favorecer a multiplicação das bactérias probióticas. Como exemplo, podemos citar a existência de produtos lácteos fermentados, nos quais são usados isoladamente o L. acidophilus ou L. casei. O que se observa nessas situações é um tempo de fermentação superior a 12 horas para atingir um pH 4,5. A prática atual para a fabricação de leites fermentados contendo probióticos é de adicionar inicialmente bactérias convencionais do iogurte como L. bulgaricus e S. thermophilus, para desencadear o processo fermentativo. Entretanto, algumas cepas de L. bulgaricus promovem pós-acidificação, que reconhecidamente afeta a viabilidade das bactérias probióticas. Tal fato merece atenção especial e talvez represente o maior comprometimento da estabilidade e viabilidade das bactérias probióticas, o que reforça a necessidade de seleção de culturas bem ajustadas e previamente testadas. Diversos estudos apontam como conveniente a utilização de culturas liofilizadas ou congeladas para inoculação direta, com concentração de células na ordem de 1010 a 1011 ufc/g.

FONTE: HANSEN, C. Culturas Probióticas em Produtos Lácteos. Food Ingredients Brasil, 17, 2011. 

4 de setembro de 2017

Suco de laranja com kefir

Ao meu gosto é uma das melhores combinações do kefir de água. Fiz como se fosse um suco normal só que no lugar de água usei o fermentado do kefir. Só tive o trabalho de descascar duas laranjas e depois coar tudo. Depois de coado voltei ao liquidificador e coloquei pedras de gelo. Rendeu quase um litro, e em apenas alguns minutos tomei tudo pois ficou muito gostoso, nem doce e nem forte.


29 de agosto de 2017

Pensamentos (2)

Minha vida parece uma obra de arte: algumas pessoas conseguem ver o que há de bonito, já outras nem são capazes de entender.

20 de agosto de 2017

Pensamentos #1

Minha vida parece uma obra de arte sem graça.

20 de julho de 2017

Soldier

Desenho da capa do álbum Hybrid Theory do Linkin Park.


19 de julho de 2017

Comparando açúcares para o Kefir

Quando se trata do kefir de água, existe açúcares e açúcares. Cada amostra de kefir acaba se adaptando melhor a um tipo. Aqui mesmo encontrei uma grande variedade de açúcares para usar no meu kefir de água. Logo resolvi compará-los, pelo menos em aspecto.

Comprei os seguintes açúcares:
1 - Açúcar mascavo Fibrasmil (R$ 13,98 o pacote de 1 kg)
2 - Açúcar mascavo JR de Maria da Fé/MG (R$ 7,85 o pacote de 1 kg)
3 - Rapadura GS de Maria da Fé/MG (R$ 6,89 pacote com 1,1 kg)
4 - Açúcar demerara União (R$ 5,95 pacote de 500 g)

Observando a aparência e gosto, considero a rapadura foi o parece melhor para usar com o kefir, pois ficou com cor bonita e parece não ter sujeira, lembrando muito o caldo de cana; a única desvantagem é ter que cortar e dissolvê-la na água. Já o açúcar mascavo da Fibrasmil, achei-o muito escuro e com muita sujeira, parece ser o mais natural, entretanto pelo preço e pela sujeira acho que não compensa utilizá-lo.

Vale a pena lembrar que é apenas uma comparação visual, pode ser que o kefir se desenvolva bem em todos esses açúcares.

18 de julho de 2017

Kefir de água e Demerara

Recentemente venho usando o açúcar demerara e uvas passas no kefir de água. Tenho conseguido boas fermentações e os ficaram grãos bem clarinhos. Segui o vídeo do meu preparo.

3 de julho de 2017

Tinder

No problems.
Talvez seja assim que as coisas devam ser.
Tem horas que não há nada o que falar ou fazer.

28 de junho de 2017

Rabiscos

Às vezes me vontade rabiscar, apenas rabiscar, sem me preocupar com o resultado final.


25 de junho de 2017

6 de junho de 2017

Teste kefir com suco artificial

Segue o teste que fiz utilizando suco artificial para fazer soda com o kefir. O resultado é negativo. Embora seja a primeira tentativa, já começo a desconfiar da toxicidade desses sucos em pozinho que são repletos de corantes que são prejudiciais a saúde, como por exemplo os corantes amarelo crepúsculo e amarelo tartrazina.

Se os micro-organismos do kefir não conseguiram se desenvolver nesse suco, é bem possível que o mesmo efeito possa ocorrer em nosso organismo. Portanto fica o alerta para se evitar de consumir alguns produtos que possam ter efeito negativo na nossa microbiota intestinal.

31 de maio de 2017

Lírio


Refrigerante de kefir e casca de abaxi

Tentando me livrar de vez dos refrigerantes industriais, venho testando algumas receitas de refrigerante natural feito com kefir. Esse foi feito com 300 mL de kefir já coado e 300 mL do xarope que fiz com a casca do abacaxi anteriormente, na verdade o que restou. Depois completei com água para até chegar a 1,3 L e engarrafei nas garrafinhas pet que tenho reaproveitado. Ficou um dia a temperatura ambiente para formar o gás e depois deixei na geladeira. Ficou mais forte e acentuado o sabor do abacaxi e dá pra perceber um docinho lá no fundo, também ficou com boa acidez.


24 de maio de 2017

Má sorte

Você nunca sabe do que a sua má sorte já lhe salvou de algo pior. (Cormac McCarthy).

14 de maio de 2017

21 de abril de 2017

Café expresso na Mondial C08

Já vi vários vídeos na internet falando mal dessa cafeteira expresso. Também vi vídeos falando bem dela. O que mais me chamou atenção foi o preço, pois é uma maquina barata, pra quem não é muito exigente ela é muito boa. Esse cafezinho tem me salvado de manhã e nos dias frios.

A minha nunca deu defeito, e olha que uso todos o dias. Acredito que o segredo dela seja usar bem, sem força-lá. Usa um pó adequado (não muito fino) e sempre fazer a limpeza nela.

Soda de casca de abacaxi

Aproveitando a promoção de abacaxi no mercado, acabei comprando, mas ao fim sobraram as cascas. Pensei em fazer um suco com elas, mas tinha que deixar de molho por alguns dias, daí acabei desanimando. Então resolvi testá-las em um receita de soda com kefir de água.

Previamente preparei um xarope com as cascas de um abacaxi. Para o xarope fervi as cascas e depois coe, voltei para o fogo e coloquei 10 colheres rasas de açúcar cristal, e fervi mais um tempo, ao fim consegui 600 mL de xarope. Para fazer a soda usei 300 mL do fermentado do kefir de água e 250 do xarope das casca de abacaxi, depois completei com água até aproximadamente 1,2 L; pois queria encher as três garrafinhas que tinha. Mesmo assim faltou um pouco, por isso adicionei mais um pouco de água nas garrafas.


As garrafas ficaram um dia a temperatura ambiente, e ficaram bem firmes por causa da pressão interna do gás. Uma chegou a fazer um pouquinho de gás, pois a tampa não estava bem fechada. Depois levei pra geladeira só pra gelar e depois tomar. E o resultado foi o mostrado abaixo. Ficou com gosto bem acentuado de abacaxi, pra próxima receita utilizarei menor quantidade do xarope. E também vou usar uma garrafinha que o fundo não fique estufado.

Essa foi a primeira garrafa que abri.


Essa foi a segunda garrafa.

Kefir de água e açúcar

Kefir - Esterilizar materiais?

Sobre o kefir sempre existiram mitos e sempre serão propagados. Mas algumas coisas é bom entendermos se faz sentido ou não. No meu caso, não esterilizo o material, apenas deixo tudo limpo.

Soda natural de abacaxi

Soda natural feita com kefir de água e suco de abacaxi. Foi feita da mesma maneira que a de uva. Fico bem ácida e carbonatada também. Para ficar melhor deveria ter colocado gelo no copo e umas folhas de hortelã para quebrar a acidez.

Refrigerante natural (organic soda) de uva e kefir

Esse foi o resultado do refrigerante de kefir usando o suco de uva concentrado. Essa primeira tentativa ficou com muito gás e com risco de explodir a garrafa também.


Depois fui tentando até chegar o ponto da receita abaixo, que é bem mais segura, além de ser bem simples de fazer.

19 de abril de 2017

Pensamentos #0

Ela foi dormir e não acordou mais...


8 de abril de 2017

Vida

Cada dia ao acordar se pergunte o gostaria de fazer e quem gostaria de ser antes de morrer, e tudo que fizer dali em diante terá mais sentido.

7 de abril de 2017

Kefir Cola

Minha primeira tentativa de fazer um refrigerante de kefir no sabor cola, usando caramelo. Para primeiro teste até que o resultado ficou bom.

26 de março de 2017

Árvore


Feito com Krita.

Reaction

Você pode reagir de diversas maneiras as más notícias, mas o que fará diferença na vida é como serão suas atitudes dali em diante.

21 de março de 2017

Arte

A Arte existe, porque a vida não basta!
(Ferreira Gullar).

9 de março de 2017

2 de março de 2017

28 de fevereiro de 2017

25 de fevereiro de 2017

23 de fevereiro de 2017

Epígrafe

Todos pensam em mudar a humanidade e ninguém pensa em mudar a si mesmo. (Leon Tolstoi).

20 de fevereiro de 2017

15 de fevereiro de 2017

7 de fevereiro de 2017

4 de fevereiro de 2017

1 de fevereiro de 2017

21 de janeiro de 2017

20 de janeiro de 2017

4 de janeiro de 2017

Epígrafe

A arte consiste em fazer os outros sentir o que nós sentimos, em os libertar deles mesmos, propondo-lhes a nossa personalidade para especial libertação. (Fernando Pessoa).

2 de janeiro de 2017

Iogurte caseiro

Sobre promessas de mudar de vida...

A minha vontade é forte, porém minha disposição de obedecer-lhe é fraca. (Carlos Drummond de Andrade).